Mico-leão-da-cara-dourada nas Cabrucas

Em 2005, a última Análise de Viabilidade Populacional e de Habitat (Population and Habitat Viability Analysis PHVA) para as quatro espécies de micos-leões, apontou como uma das prioridades de conservação para a espécie mico-leão-da-cara-dourada, Leontopithecus chrysomelas, espécie ameaçada e endêmica da Mata Atlântica, avaliar se e como os micos utilizavam o sistema agroflorestal de cacau sombreado conhecido localmente por cabruca.

A cabruca é a vegetação predominante na parte leste da de sua distribuição geográfica e vem sendo ameaçada, assim como toda biodiversidade que usa ou depende dela, devido ‘a práticas de manejo adotadas para aumentar a produtividade de cacau na região.

Começava aí o projeto de doutorado do Dr. Leonardo C Oliveira voltado a responder tal prioridade. Os resultados de seu doutorado mostraram que o mico-leão-da-cara-dourada é capaz de viver usando exclusivamente cabrucas, contrariando o que era esperado para a espécie.

Entretanto, cabrucas variam bastante com relação à riqueza, composição e densidade de espécies arbóreas, o que pode afetar a disponibilidade de recursos para os micos-leões-da-cara-dourada e consequentemente levar a alterações em parâmetros biológicos e ecológicos da espécie, podendo até mesmo determinar a presença de micos-leões nestas áreas.

O objetivo dessa pesquisa identificar se existe alguma (s) característica (s) estruturais das cabrucas que podem ser preditivas para a ocorrência dos micos-leões nessas. Dessa forma, será avaliada a presença e potencial ausência dos micos-leões em diferentes áreas de cabruca através de entrevistas e playbacks.

A composição estrutural (ex.: número de árvores/ha, identidade das espécies, etc.) de cabrucas com e sem micos-leões será investigada para avaliar se existe alguma (s) característica (s) da cabruca que possa ser usada para prever a presença ou explicar possível ausência dos micos-leões nestas áreas. Estas características, se identificadas, serão propostas para serem parte dos requerimentos mínimos necessários para a obtenção da certificação de cacau amigo da biodiversidade, que vem sendo produzido a nível mundial.

Outros parâmetros como produtividade de cacau e estoque de carbono serão medidos para tentar incorporar ainda mais valor ao cacau produzido na região da Bahia.

Com um cacau mais valorizado, devido à certificação, torna-se mais fácil para os produtores manterem suas propriedades de forma econômica e ecologicamente viáveis, o que afetará positivamente a biodiversidade e a qualidade de vida da comunidade local.

O objetivo proposto neste projeto é uma ação prevista no do Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Mamíferos da Mata Atlântica Central – PAN-MAMAC e pode beneficiar direta ou indiretamente pelo menos seis das 27 espécies cobertas no plano.

Compartilhe esse post
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Busca

Cadastre-se em nossa newsletter

Receba diretamente em seu email notícias sobre o setor.

Posts relacionados

Portfolio Comercial

Portfólio Comercial

Apresentamos o Portfólio 2020/2021 da Bicho do Mato. Veja aqui, um resumo dos serviços que oferecemos, números e fotos de estudos e serviços entregues para

Glossário

Aceiro: prática utilizada por bombeiros e agricultores no combate e prevenção de incêndios florestais. Consiste numa faixa de terra aberta em volta da área que

Preencha o formulário abaixo e em breve entraremos em contato!